15 de jul de 2013

Resenha - Harry Potter e a Pedra Filosofal

Olá!
Bem-vindo ao blog Cantinho Literal!
   Bom, me apresentando, meu nome é Márcia, tenho 13 anos e comecei a ler muito recentemente, a poucos meses atrás.
 Aqui vocês poderão ver o lado de alguém não tão experiente, uma iniciante no mágico mundo dos livros :)
Meu estilo de resenhar: Bom, pra evitar spoilers, eu pretendo dividir minhas resenhas em INTRODUÇÃO e depois que aparecer a imagem com aviso de spoiler, se você não terminou o livro, fuja da página, rs. Depois você volta pra ver minha opinião!
Críticas construtivas serão bem observadas e levadas em conta! Principalmente erros de ortografia, me corrijam poooor favoor! rs.
Tenho mais "séries" em mente além de resenhas, aguardem novidades!
Pra quem não sabe, hoje faz-se 2 anos que Harry Potter e as relíquias da morte parte 2 estreou no cinema. Não era muito fã de literatura na época, e sinto ter começado a gostar da série quando ela já tinha encerrado. Ou não! "Harry Potter só vai acabar quando o último coração PotterHead parar de bater".
  Sem mais delongas, pra começar as resenhas em grande estilo,HARRY  POTTER E A PEDRA FILOSOFAL!
Título original: Harry Potter and the Philosopher's Stone
Autora: J.K Rowling
Número de páginas: 263
Editora: Rocco
Ano de lançamento: 2000

Já começo demonstrando a minha paixão pelas capas estadunienses de Harry Potter. Sem querer desmerecer a britânica e as demais, mas essa com certeza, de todas as edições é a minha capa preferida de Harry Potter! Amo capas contínuas, e cada detalhe da capa conta um pedacinho da história! Como não amar?
Harry Potter é um menino de 11 anos -na maior parte do livro- que teve os pais assassinados pelo bruxo das trevas Voldemort, e misteriosamente consegue sobreviver a uma investida do próprio. O MENINO QUE SOBREVIVEU. Lindo esse título, não?!
Harry vive na casa dos tios -nada amorosos diga-se de passagem- , que gostariam claramente que ele não existisse, e as vezes até
se esforçam para acreditar nisso. Seus tios são trouxas, nome dirigido a pessoas que não são bruxas e bruxos, mas pra mim seus tios são mesmo trouxas no sentido da palavra que nós conhecemos! haha.
    Eis que um dia surge uma carta de Hogwarts - a melhor escola de magia que existe- , os tios que não aceitam bruxaria obviamente ignoram a carta, mas ai chegam 2, 3, 10, 100... Até que Hagrid -caseiro de Hogwarts- aparece e "resgata" Harry da familia malvada ao menos por um certo tempo. Em Hogwarts esse pestinha vai se meter em  sérios apuros - aquelas bem chamada da sessão da tarde- pra descobrir o que se tem por trás de uma tal de PEDRA FILOSOFAL guardada a sete chaves no castelo.


Bom, o livro começa com o primeiro capitulo sendo uma espécie de epílogo, no qual resumidamente falando revela-se que Harry perdeu os pais por causa do bruxo das trevas, e o mistério que fica é POR QUE Harry,
apenas um bebê, conseguiu sobreviver. Eu fiquei abismada em como Dumbledore diretor de Hogwarts poderia deixar Harry morar com os Durleys, mas Dumbledore logo me convenceu "(...) Isto seria o bastante para virar a cabeça de qualquer menino. Famoso antes mesmo de saber andar e falar! Famoso por alguma coisa que ele nem vai se lembrar!" ( Página 17).
  10 anos depois...
     Harry potter é um menino de 11 anos que mora com os tios que o maltratam e o primo que adora bater nele sem motivo algum. Ele mora debaixo da escada, e enquanto o primo recebe mimos e mais mimos do tio ele é esnobado, e tem de se virar sozinho além de ouvir reclamações.Confesso que tentava encontrar um momento em que Harry era tratado como um igual, um resquício de carinho sequer por parte dos Dursleys, mas não encontrei. Eis que surge um dia uma carta da escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, os tios que abominam a magia tentam esconder, mas em vão, pois as cartas vão chegando cada vez mais, até que Hagrid um dos meus personagens favoritos chega e "resgata" Harry e o leva para Hogwarts, não antes de passar no banco de Gringotes para pegar dinheiro de bruxo para comprar seu material escolar no beco diagonal e retirar um objeto misterioso do cofre 713.
Eu estranhei quando peguei os livros a plataforma ser denominada 9/2, e nos filmes, era conhecida como 9/3^4. Segundo alguns PotterHeads, na versão em inglês, a plataforma também é denominada 9/3^4, a história do 9/2 foi por que, já que o livro -pelo menos a ideia era essa- era destinado para crianças, 9/2 é mais fácil de entender; Realmente 9/2 faz mas sentido, já que esta exatamente no meio entre uma plataforma e outra, mas não achei legal terem mudado. Tinha que ser coisa de brasileiro.
FOTO: Estação de King's Cross, citada no livro, foi tão visitada que colocaram a "Plataforma 9/3^4" em homenagem ao livro.
  Na estação, Harry conhece Rony Weasley, também do primeiro ano, um menino que usa vestes de segunda mão e tem uma mãe muito coruja. Aliás, falando em coruja, este é o animal que Harry leva para Hogwarts, enquanto Rony leva o seu rato. Eu fiquei um pouco confusa em relação a essa história do Rony levar o rato, por que na carta de Hogwarts lê-se que "Os alunos podem ainda trazer uma coruja, OU um gato OU um sapo" (página 62). Mas enfim, eu pesquisei sobre o assunto, diz-se que esses três animais só eram os mais levados pelos alunos, mas isso não os proibia de levarem outros tipos de animais domesticáveis, porém, em nenhuma parte J.K Rowling deixa explícito isso no livro, o que pode ter gerado confusão em muita gente que leu. Eu particularmente adoro ler cartas em livros e fiquei por minutos lendo detalhadamente o material escolar de Harry e imaginando item por item.
   Já no trem a caminho de Hogwarts, Harry conhece Hermione Granger, no qual Rony não se da muito bem de cara, mas depois de Harry e Rony salvá-la de um trasgo (ser de ínfima inteligência, mas muito grande e forte) que misteriosamente conseguiu entrar em Hogwarts, Harry, Rony e Hermione viram melhores amigos. Obviamente Quirrel alguém facilitou a entrada dele, já que Hogwarts é uma escola tão estruturada, conceituada e protegida.
 Em Hogwarts, os alunos são divididos em 4 casas. Grifinória, Sonserina, Lufa-Lufa e Corvinal. Harry tem pavor de ir pra Sonserina eu também teria já que "Não há um único bruxo mal que não tenha passado pela Sonserina". Essa cena, tanto nos livros quanto nos filmes é um ataque de fofura, quando Harry pede desesperadamente ao chapéu seletor pra não ir pra Sonserina e vai parar na Grifinória.

   Na escola Harry vira um astro do Quadribol (esporte praticado pro bruxos). Não gostei muito da história do Harry nunca ter pego em uma vassoura e já se tornar tão bom assim que subiu na mesma, mas enfim, foi bom Harry ser reconhecido não apenas pelo nome (diga-se de passagem fiquei muito feliz quando Harry ficou reconhecido depois de tanto ser esnobado) mas sim por algo que ele é bom, por que quem já viu os filmes sabe que o Harry ter sobrevivido não tem nada a ver com alguma super habilidade dele.
 Gostei muito do desfecho do livro, J.K Rowling recheou muito o livro, diferente da maioria dos YA de hoje em dia que claramente percebemos aquelas 20 ou 30 páginas de pura enrolação. Além disso, eu não desconfiava nem um pouco de Quirrel e me senti culpada por acusar Snape desde o início haha. Outro ponto positivo do encontro de Harry e Voldemort foi que Harry foi salvo e não fez-se aquele clássico menino precoce que batalharia com o Lord das trevas com 11 anos, o livro deixa claro que Harry é apenas um menino, curioso ao extremo e que encanta milhões de pessoas todos os dias a cada pessoa que abre o livro e entra no maravilhoso mundo de Hogwarts.
Nesse livro Harry também descobre o espelho de OJESED, que ao contrário quer dizer DESEJO sim, eu não percebi isso até que me contaram., e é uma cena bem triste pois enquanto o Rony queria ter sucesso, Harry só queria ter os pais com ele.
Deixem suas opiniões ai nos comentários!
Ótima leitura pra vocês,
Márcia.

5 comentários:

  1. Ola Luiza e Marcia! Amei o blog de vcs duas. Estou entrando toda a hora para ver se tem mais alguma coisa mas me descepciono quando abro e vejo q tudo esta do msm jeito de quando entrei da ultima vez! Postem mais coisas sobre livros... Fica a dica da fã n° 1 de vcs. 2 bjs

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha do HP-PF ,Espero para ler as proscimas resenhas do Harry Potter . O blog ficou muito bom .

    ResponderExcluir
  3. gostei mt da resenha e quero ver as proximas de harry potter

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha! Foi Harry Potter que me fez gostar de ler também! Comecei quando tinha 11 anos com o Cálice de Fogo, mas meus preferidos são o Prisioneiro de Azkaban e Relíquias da Morte! Sou fã da série desde que comecei a ler e não parei mais de ler! Além disso, Harry Potter é para sempre! Mudou a vida de muita gente, tanto pela leitura quanto pelas amizades que nasceram por causa dela!
    http://bgbliss.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha! Foi Harry Potter que me fez gostar de ler também! Comecei quando tinha 11 anos com o Cálice de Fogo, mas meus preferidos são o Prisioneiro de Azkaban e Relíquias da Morte! Sou fã da série desde que comecei a ler e não parei mais de ler! Além disso, Harry Potter é para sempre! Mudou a vida de muita gente, tanto pela leitura quanto pelas amizades que nasceram por causa dela!
    http://bgbliss.wordpress.com/

    ResponderExcluir

Olá! Obrigada por visitar e comentar aqui no blog :)
Se quiser, deixe o link do seu blog para que eu possa visitá-lo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...